quinta-feira, 6 de junho de 2013

Qual é melhor: Blogger ou WordPress?



wordpress_vs_blogger


Em dúvida entre as duas plataformas mais conhecidas de blogs na hora de criar a sua própria página? O Gaz+ convidou dois blogueiros para contar as suas experiências com cada uma delas e ajudá-lo a decidir qual tem mais a ver com o que você procura

arthur_230312.jpg


Uma boa para os iniciantes

A primeira tentativa de montar um blog feita por Arthur Tertuliano, de 25 anos, o nome por trás da página O Leitor Comum (http://oleitorcomum.blogspot.com), foi com a plataforma de blogs do Google, o Blogger.

Por estar acostumado com esse serviço – já que optou por ele há alguns anos e não experimentou outro até então – e por acha-lo fácil de usar, Arthur decidiu investir nele para construir o seu blog literário, que mantém há quase dois anos. E olha que não faltaram tentativas de levá-lo para a concorrência… “Algumas pessoas tentaram me puxar para o lado do WordPress, mas todas elas falavam que era mais difícil e tal.

Preferi não arriscar”, lembra o rapaz, que também elogia o layout das páginas e a simplicidade do serviço.
Além disso, ele destaca que o Blogger é uma plataforma com opções bonitas de visualização e que, ainda por cima, dá espaço para que o leitor escolha que tipo de visualização prefere para o blog, por meio de uma opção no canto superior à esquerda da página. “Você escolhe um padrão de visualização, mas qualquer pessoa pode decidir como prefere ver a página”, explica. As únicas reclamações dele são quanto às dificuldades para dar a cara que ele quer ao site. “Não consigo personalizar diretamente a página inicial. Há limitações para os não pagantes.”


Pra quem manja de programação

julia_230312.jpg

A blogueira Julia Alcântara, de 21 anos, é um dos exemplos de usuários que migraram de plataforma de blogs. Quando ela e as irmãs montaram a página de moda Tudo Orna (http:// tudoorna.com), há um ano e meio, a plataforma usada era o Blogger. Mas com o tempo, elas viram que o serviço era limitado. “Um pouco antes de fazer um ano, notamos que para um melhor aproveitamento do nosso blog tínhamos de mudar para uma plataforma mais aperfeiçoada. E decidimos usar o WordPress por ele oferecer mais ferramentas do que o Blogger.”

Como principais pontos positivos dessa troca, Julia vê a liberdade de se modificar e criar “o que quiser” dentro da página, que no caso do Tudo Orna tem domínio próprio e mais poder de personalização, por assinar os serviços do WordPress, que tam­­bém possui a opção de se criar um blog para os não pagantes.

Para quem quer uma página com cara própria, porém, ela indica a importância de se entender de programação. “Se você não en­­­­tende disso, vai ter que arranjar alguém. Existe uma flexibilidade para configurar o blog, tanto em termos de layout como de funcionalidade. Se você tem alguém que entenda de programação, aconselho começar direto com o WordPress. Só estude melhor a plataforma para que não seja necessária uma mudança de planos”, alerta Julia.

Palavra de especialista

Para começar, Blogger. Depois, WordPress

Para o publicitário e professor Gustavo Hollatz, de 27 anos, profissional que já esteve à frente de campanhas para a Nike, Brastemp e outras marcas, para quem quer começar um blog e não entende nada de linguagens para a internet, o Blogger é a melhor escolha.

“O Blogger é uma ferramenta mais simples e mais fácil para quem está no começo. Já o WordPress na versão gratuita não é difícil de se entender. Só que o mais legal dele são os plugins que podem ser implementados, o que só é possível com a versão paga, e que exige um conhecimento avançado para a configuração”, conta o professor.

Por outro lado, para quem quer se dedicar mesmo à blogosfera, o WordPress é a escolha certeira. “Qualquer blogueiro ‘famoso’ usa essa plataforma, que permite diversas customizações de pluggins e layout.”

Fonte: GAZ +